Mario Kart Live: Home Circuit

A assistir

Preview 10s
Next 10s

Publicidade

Podemos sempre contar com a Nintendo para inovar e experimentar coisas novas relacionadas com videojogos. Essas ideias nem sempre resultam, verdade, mas só arriscando e tentado é que se pode criar algo diferente e genial. Este Mario Kart Live: Home Circuit surge nessa linha de ideias inovadoras da Nintendo, misturando carros tele-comandados e pistas criadas com acessórios reais, com jogabilidade na Switch via realidade aumentada. O resultado é bastante positivo, ainda que não seja um produto perfeito.

Ficámos particularmente impressionados com a sua acessibilidade, porque não é preciso muito para começar a jogar momentos depois de se abrir a caixa. Por exemplo, não é necessário fazer qualquer tipo de calibração entre o veículo e a consola, basta fazer o scan do código-QR do carro para começar a conduzí-lo, mesmo sem pista. O processo de criação de pistas é também bastante simples, bastando colocar os portões físicos no chão, seguindo um padrão adequado. Isto define os checkpoints por onde o jogador tem de passar durante a corrida, mas para realmente determinar o formato da pista, tem de conduzir através dos checkpoints uma vez. As curvas que deu serão depois transportadas para a consola definindo uma pista digital.

O processo de condução em si é bastante bom, mas convém esclarecer que não vai ter a mesma experiência que teria com Mario Kart 8. Se tudo o que pretende realmente é um jogo de condução, então, Mario Kart 8 Deluxe é o produto recomendado, mas se procurar algo diferente, que também possa usar como uma espécie de brinquedo, acreditamos que ficará satisfeito com o desempenho de Mario Kart Live: Home Circuit. O carro vem equipado com uma câmara, que transmite a imagem para o ecrã da Switch, acrescentando vários elementos digitais à sua pista. E pode ser incrivelmente engraçado conduzir através da sua sala de estar ou quarto, sobretudo se criar obstáculos com candeeiros, cadeiras, e outros objetos.

Mario Kart Live: Home Circuit

Na Switch vai ver elementos digitais que encontraria noutros jogos de Mario Kat, como carapaças, armadilhas, turbos, e afins. Estes itens causam os mesmos efeitos que nos jogos tradicionais, e também impactam o carro físico – se for alvo de carapaça, o seu carro físico vai parar, por exemplo, e o mesmo é verdade se acertar num oponente, abrandando ou mesmo parando. Claro que o carro físico não vai sair disparado ou dar piruetas no ar, pelo que alguns dos itens habituais não estão presentes, embora estejam outros criados de propósito para este jogo. E já agora, não espere encontrar o elenco diversificado que é habitual nos Mario Kart, já que aqui os seus oponentes serão Bowser Junior e os seus lacaios.

Um exemplo de um item alterado para Mario Kart Live: Home Circuit é a Chain Chomp (a bola mordedora presa por uma corrente). Se a bola o apanhar, o carro ficará quase ingovernável, já que a bola irá puxar em direções diferentes, e o carro replica na perfeição esse efeito. No ecrã a pista até pode ficar cheia de água, onde estão vários Cheep Cheeps, que podem tirar-lhe o controlo do carro se acertar neles. Outros efeitos incluem tempestades de neve e de areia, que podem congelar o carro ou atrapalhar a condução com ventos fortes.

Estamos realmente impressionados com a qualidade do carro, não só pela forma como reage ao que está a acontecer ao jogo, mas sobretudo porque é bastante sólido e conduz-se que é uma maravilha, com controlos muito precisos, e excelente tempo de resposta. Não é o carro telecomandado mais rápido que já vimos, mas a forma como a câmara capta a imagem, oferece uma excelente sensação de velocidade para quem estiver a olhar para o ecrã da Switch.

Mario Kart Live: Home Circuit

Em termos de conteúdo, pode competir nas corridas típicas de Mario Kart para ganhar troféus, ou seja, 50, 100, 150, e 200 cc. Também existem corridas contra-relógio, mas isso serve de pouco quando não é possível fazer comparações com outros tempos. O maior problema de Mario Kart Live: Home Circuit reside na escassez de conteúdo e de variedade, já que conduzir sempre no mesmo ambiente (a sala de estar), acaba por se tornar um pouco cansativo. Existem alguns itens cosméticos que acrescentam variedade visual ao Kart e à pista, mas isso não é exatamente motivação suficiente para continuar a jogar depois do jogo se tornar repetitivo. Também existe um modo multijogador para dois jogadores, mas isso requer um segundo carro, que não tínhamos.

Grande parte da diversão e do tempo que irá retirar de Mario Kart Live: Home Circuit depende também de onde vai jogar, e em que condições. Se tiver uma sala ampla, que lhe dê a oportunidade de ‘brincar’ com outros objetos e criar pistas grandes, então é possível que retira mais prazer do jogo. Se, por outro lado, estiver restringido a um quarto pequeno, onde seja obrigado a criar pistas pequenas, então é natural que se farte mais rápido do jogo.

Mario Kart Live: Home Circuit é um produto de excelente execução. É acessível, sólido, e funciona bastante bem, mas também é um produto que requer certas condições para ser desfrutado na sua plenitude. Se tem espaço para criar pistas diferentes, e para acrescentar outros tipos de obstáculos físicos, então é provável que retire daqui várias horas de diversão. Se o seu espaço é reduzido, contudo, então talvez seja melhor pensar duas vezes, já que estamos a falar de um produto que custa € 109,99, e que só suporta multijogador simultâneo se comprar outro kit ao mesmo preço.

A assistir

Preview 10s
Next 10s

Publicidade

Mario Kart Live: Home Circuit
Please follow and like us:
YouTube
YouTube
Instagram