Fortnite: Google supostamente considerou comprar a Epic – IGN BRAZIL

A certa altura, o Google considerou a compra da Epic Games como um meio de “reprimir” as tentativas da empresa de jogos de burlar a Android Play Store, de acordo com documentos judiciais recentemente abertos.

Reportado pela primeira vez pelo The Verge, a Epic cita correspondência interna do Google que chama os planos da Epic de contornar a comissão da Play Store do Google como um “contágio” que ameaça o gigante da tecnologia.

Epic diz: “O monopólio persistente do Google é o resultado de esforços deliberados do Google para alcançá-lo e mantê-lo.” A Epic acusa o Google de usar “seu tamanho, influência, poder e dinheiro para induzir terceiros a acordos anticompetitivos que consolidam ainda mais seus monopólios”.

Para evitar que a Epic contorne o alegado monopólio do Google, a empresa de jogos diz que o Google “até mesmo cogitou comprar parte ou a totalidade da Epic para reprimir essa ameaça”.

Os detalhes sobre as discussões internas do Google sobre o assunto permanecem secretos, e nenhuma indicação foi feita de que o Google em qualquer momento contatou a Epic com uma oferta para comprar a empresa. O co-fundador e CEO da Epic Games, Tim Sweeney, reiterou isso na sexta-feira.

“Isso não era sabido por nós na época, e por causa da ordem de proteção do tribunal, estamos apenas descobrindo agora sobre a consideração do Google de comprar a Epic para encerrar nossos esforços para competir com o Google Play”, Sweeney tweetou na manhã de sexta-feira.

A Epic também alegou em ações judiciais que um gerente do Google Play entrou em contato com a Epic e disse que a experiência de baixar Fortnite em um telefone Android sem a Google Play Store (referido como “sideload”, que normalmente vem com um aviso de segurança) é “abismal.”

“Um gerente contatou o vice-presidente e cofundador da Epic para avaliar o interesse da Epic em um acordo especial e, entre outras coisas, discutiu ‘a experiência de obter Fortnite no Android’ por meio de download direto”, afirma a Epic. “Ela viu o download direto do Fortnite como “francamente abismal” e “uma experiência terrível”, e que a Epic deveria ‘se preocupar que a maioria não passará pelos 15+ passos’. “

A Epic também alega que o Google entende, a partir de seus dados internos, que o “desgaste de instalação” associado ao sideload “limitará drasticamente o alcance [da Epic]”.

“O documento interno continua e explica que “as atualizações futuras de Fortnite serão desafiadas em relação a: direcionamento, experiência de atualização via web”; que a abordagem de download direto era “mais associada a aplicativos maliciosos”, o que seria “incompatível com a marca/demografia [da Epic]”; e que “a abordagem criará uma confusão significativa para o usuário, uma vez que o Google Play ainda atrairá bilhões de usuários que procurarão Fortnite e se depararão com becos sem saída que não estão claros como resolver”, afirma Epic.

A Epic Games abriu processos contra o Google e a Apple em meados de 2020, alegando que ambas as empresas praticavam comportamento “anticompetitivo” em suas respectivas lojas de aplicativos.

*Traduzido por Nicole Pereira


Inscreva-se no canal do IGN Brasil no Youtube e visite as nossas páginas no Facebook, Twitter, Instagram e Twitch! | Siga Nicole Pereira no Instagram ou no Twitter.

Como usar o novo código de código Creador: MOKOKIL1

Please follow and like us: