Review de HyperBrawl Tournament – GamerView

O handebol como conhecemos está no passado. Em HyperBrawl Tournament, espadas, habilidades especiais e arenas minúsculas dominam o esporte. A ação agora é violenta e exige apenas os melhores atletas e guerreiros para se consagrarem os campeões. Será que você estará entre eles?

Com uma pegada muito mais online do que offline, ele tenta surfar na onda de sucesso que atingiu Rocket League, porém logo de cara já dá para perceber que ambos estão em patamares completamente distintos. Sim, meus caros leitores, é possível que carrinhos de controle remoto atrás de uma bola gigante sejam muito mais charmosos do que guerreiros do futebol com as mãos.

Diversão limitada

HyperBrawl Tournament é um esporte para ser praticado em duplas, com o objetivo de levar a bola até o gol do inimigo. Mas até chegar lá, na estádio microscópico, você vai encontrar muitos obstáculos. Primeiro, você não pode entrar na área do seu objetivo, resumindo seus movimentos ao passe e a jogar a bola diretamente ao seu destino.

Além disso, também pode invocar barreiras, cortar seus oponentes no meio e tirá-los momentaneamente da disputa, correr e se misturar com as particularidades da área entre muitas opções que pode tomar. Isso sem falar da jogada à la O Procurado, famoso filme que contava com James McAvoy e Angelina Jolie no elenco. Lembra das balas desviando e fazendo curvas bizarras e milagrosas. Aqui poderá fazer isso com a bola.

Imagem do review de HyperBrawl Tournament

As disputas aqui são 2v2 num handebol agressivo no futuro.

A diversão aqui é válida apenas para você se reunir com os amigos ou jogar online com eles, gerando diversas partidas diferentes e trazendo risadas aos montes. Porém, no modo solo você não vai encontrar muitas razões para permanecer na arena, já te adianto. Sem o recurso multiplayer, infelizmente o título se mostrou um completo tédio.

Veja bem, Hyperbrawl Tournament não é um game ruim. De forma solitária, você tem um torneio que até compensa um pouco do seu tempo para praticar e treinar algumas jogadas. Com alguns campeonatos diferentes por ali, vai te tomar umas duas ou três horinhas para completar todos os objetivos e pegar seus troféus.

Imagem do review de HyperBrawl Tournament

Ele é divertido, mas não muito enquanto joga sozinho.

Confesso que cheguei a me divertir um pouco nele. Mas sem muitas opções, nem mesmo jogar na rede com o público-geral me prendeu o suficiente. Como disse, com os amigos ele vale bastante a pena. Suportando até quatro pessoas, tanto online quanto offline, é a melhor opção de aproveitar o título. Sem eles, são partidas sem emoção e não te prendem nem após jogar umas três ou quatro vezes. Isso porque elas são rápidas, se demorassem mais seria sofrido.

Esports com Hyperbrawl Tournament?

A ideia do game, basicamente, é se tornar uma febre do Esports e trazer ainda mais gente para jogar HyperBrawl Tournament. Porém, carente de charme e de personalidade, ele acaba afundado numa avalanche de vários jogos do gênero que lutam para chamar um pouco de atenção no gênero. Sim, Rocket Arena, estou falando de você.

Imagem do review de HyperBrawl Tournament

Todo jogo é um 7×1 diferente, difícil isso…

Com vários personagens, obviamente as microtransações marcam presença aqui, mas ainda assim nada realmente chama atenção ali. As skins, comemorações, ícone de jogador e outros fatores chegam a ser um mais do mesmo de uma indústria que já está saturada desse tipo de jogo. Veja bem, Milky Tea Studios, não é bem sua culpa. A Ubisoft que tem a reputação lá em cima também tentou com Hyper Scape e onde ele foi parar no meio dessa salada mesmo?

Mesmo na parte onde você está aproveitando o jogo, ele não mostra nenhum ponto alto. Você entra na partida, luta pelo controle da bola, marca o gol, todos se teletransportam para a sua posição inicial e continuará nessa até o tempo acabar. Nem fora dele você tem alguma lore, um espaço para conhecer melhor os times, os personagens que você gosta, como tudo isso afeta a sociedade, nada. Só tendo um desses elementos já estava bom.

Imagem do review de HyperBrawl Tournament

Miraram no gol, acertaram na decepção.

Ainda que avance no metagame com as diferenças de gameplay de alguns personagens, HyperBrawl Tournament não traz muita profundidade nem neste aspecto. A diversão é o fator principal dos jogos eletrônicos, como canso de afirmar, mas aqui ela passa tão rápido que você passa mais tempo no vazio entre isso do que aproveitando de fato, sabe?

Com o passar do tempo, o jogo pode se mostrar uma pérola e estar escondendo todo o seu potencial por enquanto. Porém, inicialmente, a Milky Tea Studios precisa correr atrás da bola e recuperar seu título antes que ele caia no esquecimento. Quanto a isso, resta ao tempo, às próximas atualizações e eventos dizerem se ele sobreviverá e dará a volta por cima.

Please follow and like us:
YouTube
YouTube
Instagram